Porquê? Why?

Há histórias que têm que ser contadas.
Há exemplos que têm que ser seguidos.
Há personagens que têm que ser desvendadas.
E nós merecemos um jornalismo diferente que nos mostre que ainda vale a pena.



12/02/08

Perdoai-lhe Senhor...


Em 2006, de acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística, 577 pessoas viram a sua existência ser abalada pelo diagnóstico de SIDA. Seis anos antes, tinham sido 1022. São apenas números. Bons números, a avaliar pela descida de 43,5% dos casos diagnosticados. Péssimos números, se um dos 577 for você, um amigo ou alguém da sua família. No entanto, esta quebra é óptima, é fruto da informação, do abalar dos preconceitos, da melhoria dos comportamentos. Está mais que provado que a utilização do preservativo previne o contágio, apesar de ainda haver quem, em pleno século XXI, não queira recomendar a sua utilização. Hoje, que temos a certeza que a Terra é redonda e gira em torno do Sol e que já não se queimam hereges no Terreiro do Paço, continuam as teimosas e ignorantes resistências ao preservativo. Perdoai-lhes Senhor, porque eles não sabem o que fazem.


2 comentários:

att disse...

Oh Ricardo estavas sinceramente à espera que o Papa viesse defender o uso do preservativo?! Não vês que o Papa existe para tratar das coisas da Igreja e da sua sobrevivência( Família tradicional, sexo para procriação, etc). E Igreja não é Cristo. Por vezes, vezes de mais, está nos antípodas.

Ricardo Santos disse...

Não estava à espera, mas era a melhor atitude que ele e a Igreja Católica poderiam ter. A crise de crentes passa também por aí, por se desligarem da sociedade e continuarem agarrados a verdades absolutas de uma Igreja feita por homens, logo com erros. Chega de intermediários!